O nosso nome é considerado um mantra muito poderoso. Mas, por que muitas pessoas não se sentem bem com o nome que receberam ao nascer? Isso acontece por algumas razões:
– a pessoa não se identifica com o nome que recebeu;
– a pessoa utiliza um “apelido” e não reconhece o próprio nome como sendo “seu”;
– o nome pode causar algum tipo de constrangimento;
– o nome passa a “sensação de falta de identidade” pois é do pai, do avô, do tio;
– o nome pode trazer um certo “peso”, pois é de algum antepassado que morreu (e que foi homenageado);
– o nome é composto e a pessoa utiliza apenas um dos nomes;
– a pessoa não tem o sobrenome do pai;
– a pessoa não tem o sobrenome da mãe.

Mas, independente, da razão pela qual a pessoa não se sinta bem com o nome, o fato é que, quando isso ocorre é percebido um desequilíbrio na vida do indivíduo, pois é como se a pessoa estivesse pela “metade” (e realmente está), pois não utiliza toda a força e energia que o nome possui.

Uma das formas de resolver essa questão e voltar a ser inteiro e completo, é fazendo uma Constelação de Nomes.

A Constelação de Nomes é uma abordagem terapêutica que utiliza como base a Constelação Familiar, mas, neste caso, com foco específico em harmonizar o nome que a pessoa recebeu.

Ao harmonizar seu nome, você entra em sintonia com toda a força e energia que são suas por direito, trazendo uma completude para todas as áreas da sua vida.